Tempos livres

sexta-feira, 30 de maio de 2008

...

Cada segundo do meu dia tem as mesmas cores da vida, mas tem sabor a eternidade.

Alguém escreveu esta frase um dia, não me interessa agora quem foi o autor, o que interessa é que ela traduz uma verdade imensa. Quando deixamos que Deus habite em nós, nada do que vivemos é igual, não somos nós que vivemos é Cristo que vive em nós. Tornamo-nos homens novos porque fomos purificados e justificados.

E quando amamos alguém intensamente? A nossa vida não ganha outro sabor? Não passamos a ver com outros olhos a realidade (ou irrealidade). Nada mais pode ser como foi outrora, se nos deixarmos tocar profundamente por esse amor, a vida tem outro sabor! Sabe a quê?

Cada um sabe qual o sabor...

Abraço, BA

Sem comentários: