Tempos livres

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Madre Teresa de Calcutá...

Assinala-se hoje o centenário do nascimento de Madre Teresa de Calcutá. Foi a 26 de Agosto de 1910 que o mundo conhecia a defensora dos pobres mais pobres.
Fundou as missionárias da caridade que se encontram espalhadas por todo o mundo e que se dedicam ao serviço dos mais pobres e carenciados.
Foi galardoada em 1979 com o Prémio Nobel da Paz. Encontrou-se algumas vezes com o Papa João Paulo II. Morreu em Setembro de 1997 e foi beatificada em 2003 pelo Papa João Paulo II.

"Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As palavras que não dão luz aumentam a escuridão." - Madre Teresa de Calcutá

domingo, 15 de agosto de 2010

Assunção de Maria...



À vossa direita, Senhor, a Rainha do Céu, ornada do ouro mais fino (Salmo 44 (45).

«Ouve, minha filha, vê e presta atenção,
esquece o teu povo e a casa de teu pai.

Da tua beleza se enamora o Rei;
Ele é o teu Senhor, presta-Lhe homenagem.»

Celebra-se a 15 de Agosto a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora.
Esta Solenidade tem a sua génese nos primórdios do cristianimo e durante muito anos, Nossa Senhora com o título da Assunção foi a Padroeira de Portugal. Por esse motivo um pouco por todo o país existem festas, romarias e feiras que marcam "presença" ano a pós ano enraizadas que estão nesta data.
Embora tenha muitos títulos, nossa Senhora é sempre a Mãe de Jesus e dos homens, de todos nós que a Ela recorremos nas aflições do dia-a-dia, nas tribulações da nossa vida, seja invocando a Senhora da Boa Viagem, da Conceição, da Esperança, do Socorro, do Carmo, da Consolação, de Fátima, de Lourdes, ..., é através dEla que nos dirijimos ao seu amado Filho, que lhe preparou uma casa desde toda a eternidade. A Mãe de Deus teve o privilégio de ser assunta ao céu em corpo e alma, realizando-se em Maria a sua "ressurreição". Após a morte, foi elevada ao céu.
«Da tua beleza se enamora o Rei», uma beleza exterior e interior porque no Seu coração só havia espaço para os desígnios de Deus, ser a Mãe do salvador e ser a «
serva do Senhor». Na humildade da sua vida, da sua oração Deus realizou maravilhas e apresenta-nos um modelo a seguir, modelo de serviço e missão. No seu sim está o sim de toda a Igreja.
Contemplar a Assunção de Maria é vislumbrar a graça de um dia também nós podermos interceder junto do Pai por toda a humanidade.
Interceda por nós a Rainha dos céus!

Tempos livres... #3

Olá a todos,
Hoje venho trazer-vos o andamento do trabalho de ponto cruz,a Sé de Lisboa!
Continuação de bom Domingo...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Vista para o Tejo...


Aqui ao pé do meu trabalho, tenho esta maravilhosa vista sobre o Tejo, e o Cristo Rei ao fundo! O dia hoje está mais anemo e corre uma brisa, tudo condições favoraveis para meditar.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Edith Stein...

Santa Teresa Benedita da Cruz conseguiu compreender que o amor de Cristo e a liberdade do homem se entretecem, porque o amor e a verdade têm uma relação intrínseca. A busca da verdade e a sua tradução no amor não lhe pareciam ser contrastantes entre si; pelo contrário, compreendeu que estas se interpelam reciprocamente. No nosso tempo, a verdade é com frequência interpretada como a opinião da maioria. Além disso, é difundida a convicção de que se deve usar a verdade também contra o amor, ou vice-versa. Todavia, a verdade e o amor têm necessidade uma do outro. A Irmã Teresa Benedita é testemunha disto. «Mártir por amor», ela deu a vida pelos seus amigos e no amor não se fez superar por ninguém. Ao mesmo tempo, procurou com todo o seu ser a verdade, da qual escrevia: «Nenhuma obra espiritual vem ao mundo sem grandes sofrimentos. Ela desafia sempre o homem inteiro». A Irmã Teresa Benedita da Cruz diz a todos nós: Não aceiteis como verdade nada que seja isento de amor. E não aceiteis como amor nada que seja isento de verdade!
[João Paulo II, PP - 11/10/1998]

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Quem é Jesus...

Quem é Jesus?

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, disse Jesus! Que palavras mais estranhas, que significado? Qual o seu interesse, como pode Ele ser Caminho, Verdade e Vida? Todo o homem procura um sentido para a sua vida, uma meta que facilitará a sua caminhada em frente. Desde o começo, os que se proclamam e dizem cristãos orientam a sua caminhada por Jesus de Nazaré. Na Igreja, tentamos por em jogo a experiência de Jesus de Nazaré! Queremos seguir os seus passos, percorrer os seus caminhos, seguir os Seus mandamentos, no entanto somos continuamente tentados a desistir, por vezes desviamo-nos dos seus caminhos, o bater do nosso coração torna-se incerto e apressado, especialmente quando nos vemos perante as faltas cometidas, mas não devemos temer, nem ter medo porque Ele é um Deus Misericordioso e Compassivo. Todos os dias, a cada momento Ele continua a chamar-nos, mas por vezes não O ouvimos, ou fazemos que não o queremos ouvir, mas Ele continua incessantemente a chamar-nos, chama-nos continuamente à razão, Ele sofre perante as nossas faltas, porque Ele quer que tds nos salvemos, mas tem de partir de nós, essa vontade de salvação. Mas estas palvras devem de estar gravadas no nosso coração; “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vai ao Pai, senão por Mim!” É Jesus quem se apresenta como sendo o Caminho. Ele não é simplesmente um ponto de passagem para a caravana humana, não é uma simples encruzilhada por onde as pessoas , vindas de vários horizonte, se cruzam. Ele propõem-se não só como o Caminho para a Vida, mas como a própria vida, Ele é um caminho para o futuro, para a Casa do Pai...

Quem é Jesus...

Quem é Jesus?

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, disse Jesus! Que palavras mais estranhas, que significado? Qual o seu interesse, como pode Ele ser Caminho, Verdade e Vida? Todo o homem procura um sentido para a sua vida, uma meta que facilitará a sua caminhada em frente. Desde o começo, os que se proclamam e dizem cristãos orientam a sua caminhada por Jesus de Nazaré. Na Igreja, tentamos por em jogo a experiência de Jesus de Nazaré! Queremos seguir os seus passos, percorrer os seus caminhos, seguir os Seus mandamentos, no entanto somos continuamente tentados a desistir, por vezes desviamo-nos dos seus caminhos, o bater do nosso coração torna-se incerto e apressado, especialmente quando nos vemos perante as faltas cometidas, mas não devemos temer, nem ter medo porque Ele é um Deus Misericordioso e Compassivo. Todos os dias, a cada momento Ele continua a chamar-nos, mas por vezes não O ouvimos, ou fazemos que não o queremos ouvir, mas Ele continua incessantemente a chamar-nos, chama-nos continuamente à razão, Ele sofre perante as nossas faltas, porque Ele quer que tds nos salvemos, mas tem de partir de nós, essa vontade de salvação. Mas estas palvras devem de estar gravadas no nosso coração; “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vai ao Pai, senão por Mim!” É Jesus quem se apresenta como sendo o Caminho. Ele não é simplesmente um ponto de passagem para a caravana humana, não é uma simples encruzilhada por onde as pessoas , vindas de vários horizonte, se cruzam. Ele propõem-se não só como o Caminho para a Vida, mas como a própria vida, Ele é um caminho para o futuro, para a Casa do Pai...