Tempos livres

sábado, 21 de junho de 2008

Quero olhar-me como Tu me olhas...

Quero olhar-me como Tu me olhas...

Ainda não venci a humilhação que me assalta após cada erro ou fracasso. E, muitas vezes, dou comigo a exclamar: «olha o que eu fiz!..». E dói-me mais a frustração, que a dor causada ao Amor que merece ser amado!..

Mas hoje, Senhor, quero olhar descomplexadamente para a minha vida.

Quero olhar-me como Tu me olhas... Com esse olhar penetrante que sabe distinguir entre a alegria e a leviandade; a fadiga natural e o repouso preguiçoso; o entusiasmo consciente e a emoção circunstancial; o gesto visível e o coração que o desenhou!

E, depois de sentir o Teu olhar, quero, Senhor, saborear a Tua voz que me diz que nunca desistes; que permaneces fiel perante as minhas infidelidades; que esperas, mesmo que eu decida não partir; que me amas nos meus desamores.

É também por isso, Senhor, que não me deixas desistir de mim!...


João Aguiar

Sem comentários: