Tempos livres

domingo, 15 de agosto de 2010

Assunção de Maria...



À vossa direita, Senhor, a Rainha do Céu, ornada do ouro mais fino (Salmo 44 (45).

«Ouve, minha filha, vê e presta atenção,
esquece o teu povo e a casa de teu pai.

Da tua beleza se enamora o Rei;
Ele é o teu Senhor, presta-Lhe homenagem.»

Celebra-se a 15 de Agosto a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora.
Esta Solenidade tem a sua génese nos primórdios do cristianimo e durante muito anos, Nossa Senhora com o título da Assunção foi a Padroeira de Portugal. Por esse motivo um pouco por todo o país existem festas, romarias e feiras que marcam "presença" ano a pós ano enraizadas que estão nesta data.
Embora tenha muitos títulos, nossa Senhora é sempre a Mãe de Jesus e dos homens, de todos nós que a Ela recorremos nas aflições do dia-a-dia, nas tribulações da nossa vida, seja invocando a Senhora da Boa Viagem, da Conceição, da Esperança, do Socorro, do Carmo, da Consolação, de Fátima, de Lourdes, ..., é através dEla que nos dirijimos ao seu amado Filho, que lhe preparou uma casa desde toda a eternidade. A Mãe de Deus teve o privilégio de ser assunta ao céu em corpo e alma, realizando-se em Maria a sua "ressurreição". Após a morte, foi elevada ao céu.
«Da tua beleza se enamora o Rei», uma beleza exterior e interior porque no Seu coração só havia espaço para os desígnios de Deus, ser a Mãe do salvador e ser a «
serva do Senhor». Na humildade da sua vida, da sua oração Deus realizou maravilhas e apresenta-nos um modelo a seguir, modelo de serviço e missão. No seu sim está o sim de toda a Igreja.
Contemplar a Assunção de Maria é vislumbrar a graça de um dia também nós podermos interceder junto do Pai por toda a humanidade.
Interceda por nós a Rainha dos céus!

1 comentário:

Sandra disse...

Obrigada pela visita ao meu cantinho :)

Beijoos *