Tempos livres

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Amar...


Não é fácil amar. Amar verdadeiramente, comprometendo-me para além das palavras. Amar sem negociar gestos e sem ficar na superfície dos sentidos.

Não é fácil amar, mesmo os que me amam – pois que, muitas vezes, o seu mistério me surpreende, a sua exigência me ultrapassa e a sua dúvida me desconforta...

E, ainda assim, Tu, Senhor, pedes-me que vá mais longe: que ame os que nunca pensei amar; os que nunca quis amar e, sobretudo, os que nunca me quiseram amar!...

Peço a Tua ajuda!...

De facto, sem a Tua graça, não serei capaz de tal gratuidade. E continuarei – sem qualquer sopro divino – com as minhas medidas de pecador e publicano!..

Pe. João Aguiar

Sem comentários: